CIRURGIA GERAL E DO APARELHO DIGESTIVO - FÍGADO - DOENÇAS CÍSTICAS DO FÍGADO

CISTO HIDÁTICO

A hidatidose (equinococose) é uma doença parasitária que ocorre em duas formas principais: hidatidose cística (também conhecida como equinococose) causada pelo Echinococcus granulosus e hidatidose policistica, causada pelos Echinococcus vogeli e Echinococcus oligarthrus.

Os cães, raposas e outros carnívoros abrigam os vermes adultos no intestino e evacuam os ovos do parasita nas fezes. Se os ovos são ingeridos por humanos, eles se desenvolvem em larvas em vários órgãos, principalmente no fígado e nos pulmões.

Ambas as hidatidoses cística e policística são caracterizadas por períodos de incubação assintomáticos que podem durar muitos anos até que as larvas do parasita evoluam e desencadeiem sinais clínicos. Ambas as doenças podem causar grave morbidade e morte.


Sintomas
Após a ingestão dos ovos dos Echinococcus, eles eclodem no trato digestivo e as larvas migram via corrente sanguínea para diversos órgãos onde se desenvolvem e se transformam em cistos. Na maioria dos casos de infecção humana, o desenvolvimento do cisto hidático é assintomático. Os indivíduos podem ser portadores do cisto durante toda a vida sem necessitar de assistência médica e poucos são os que desenvolvem alterações graves. As manifestações clínicas estarão relacionadas com o estado físico do cisto assim como sua localização e tamanho.

Localização abdominal: dor, fístulas, massas palpáveis, icterícia, hepatomegalia ou esplenomegalia (o fígado é preferencialmente atingido);

Localização pulmonar: tosse, dor torácica, hemoptise (tosse com sangue) ou dispnéia (dificuldade respiratória);

Localização óssea: destruição de trabéculas, necrose e fratura espontânea.

Casos assintomáticos: detecção do cisto hidático pode ser resultante de um achado ocasional em exame médico de rotina, exame investigativo para outra patologia ou ainda um inquérito radiológico.

Em casos que ocorra a ruptura do cisto: podem ocorrer complicações como choque anafilático e edemas pulmonares.

À medida que o (s) cisto (s) cresce(m) nos tecidos, poderão causar destruição tecidual ou compressão de órgãos. A diferença de maior importância entre a hidatidose cística e policística está no crescimento mais acelerado e agressivo do cisto, além da formação de múltiplos cistos, no caso da hidatidose policística.

Fonte: Ministério da Saúde

Clinica Digest Care
  • Balneário Camboriú
    Avenida do Estado, 1535 – Sala 03 – Pioneiros

    Balneário Camboriú – SC, 88331-150
    Telefone: (47) 3081-2200
    WhatsApp: (47) 99689-0151
  • Itajaí
    Embraed Centro Empresarial

    Avenida Coronel Marcos Konder, 1207, salas 60/61 – Centro
    Itajaí – SC, 88301-200
    Telefone: (47) 3246-1500
    WhatsApp: (47) 99689-0035
  • contato@digestcare.com.br