CIRURGIA GERAL E DO APARELHO DIGESTIVO - ESTÔMAGO

bariátrica e metabólica

Existem diferentes tipos de técnicas que podem ser utilizadas, como: derivação gástrica (By-pass ou cirurgia de Capella), gastrectomia tubular (Sleeve) e novos acessos que permitem excepcional resultado estético como minilaparoscopia. 

INDICAÇÃO DE CIRURGIA BARIÁTRICA 

A obesidade está sendo considerada epidemia mundial em países desenvolvidos e em desenvolvimento.  Projeções recentes estimam que entre 2,3 bilhões de adultos com excesso de peso, 700 milhões serão obesos; 65% vivem em regiões onde sobrepeso e obesidade estão associados à elevação da mortalidade.  Esta doença constitui um risco aumentado para o surgimento de comorbidades crônicas, incluindo diabetes tipo 2, alterações cardiovasculares, hipertensão arterial sistêmica e alguns tipos de câncer.

Essas doenças e os riscos de complicações passam a constituir grandes problemas de saúde pública. Segundo dados do IBGE, em 2010, a obesidade demonstrou associação entre risco de complicações e elevação do índice de massa corpórea, principalmente em homens.

A cirurgia bariátrica apresenta eficácia comprovada e morbimortalidade aceitável, em razão da redução do número de comorbidades. Todavia, não é isenta de complicações, podendo causar sequelas de óbito. Assim, a indicação cirúrgica deve ser criteriosa objetivando a obtenção do maior benefício que cada procedimento bariátrico pode proporcionar.  Na última década, o bypass gástrico em Y  De Roux foi o mais realizado nos Estados Unidos, graças à superioridade dos resultados comparativamente com os demais procedimentos, tornando-se o método mais usado naquele país e em nosso meio.

Indicação de cirurgia bariátrica

A resolução do Conselho Federal de Medicina nº 1942/2010 define os seguintes critérios:

1. IMC igual ou superior a 40 kg por metro quadrado ou

2. IMC igual ou superior a 35 kg por metro quadrado e comorbidades – doenças agravadas pela obesidade que melhoram com a redução do peso que ameacem a vida como diabetes mellitus tipo 2, apneia do sono, hipertensão arterial, dislipidemia, doença coronariana, osteoartrite e outras.

A mesma resolução indica 18 anos como idade mínima para autorizar a realização da cirurgia. Entretanto, permite que idosos e jovens entre 16 anos e 18 anos possam ser operados, com exigência de que precauções especiais e avaliação do risco-benefício devem ser bem analisadas.

Outros critérios que devem ser analisados são: os candidatos devem ser submetidos a tratamento clínico com insucesso pelo menos por dois anos; não uso de drogas ilícitas ou alcoolismo; ausência de quadros psicóticos ou demenciais graves ou moderados; compreensão do paciente e sua família a respeito dos riscos e mudanças de hábitos inerentes à cirurgia de grande porte e da necessidade de acompanhamento pós-operatório com equipe multidisciplinar a longo prazo. 

Clinica Digest Care
  • Balneário Camboriú
    Avenida do Estado, 1535 – Sala 03 – Pioneiros

    Balneário Camboriú – SC, 88331-150
    Telefone: (47) 3081-2200
    WhatsApp: (47) 99689-0151
  • Itajaí
    Embraed Centro Empresarial

    Avenida Coronel Marcos Konder, 1207, salas 60/61 – Centro
    Itajaí – SC, 88301-200
    Telefone: (47) 3246-1500
    WhatsApp: (47) 99689-0035
  • contato@digestcare.com.br